quinta-feira, 6 de junho de 2013

Alimentação vegetariana e algumas dicas

Cheguei na academia nova depois da minha avaliação e fui direto pra esteira - óbvio. E nada melhor pra fazer passar o tempo que conversar, certo? Uma senhora bem falante foi logo puxando assunto comigo. Você é nova aqui?, como é a sua alimentação?, blah blah blah blah whiskas sachê.
- Eu não como mais nenhum tipo de carne animal durante a semana, respondi.
Pausa.
Cara de espanto.
- Ué, mas você come o quê, minha filha?

Não posso culpá-la. Até pouco tempo eu tinha uma ideia completamente errada sobre o que é ser vegetariano, ou seja, estava na mesma turma da senhora da academia. Os vegetarianos não precisam ser criativos em relação à comida, pois a oferta de legumes, frutas, verduras, cereais e leguminosas é enorme. Quando comecei a me alimentar mais saudavelmente, descobri novos ingredientes - novos apenas para mundinho no qual eu vivia, confesso. A dieta do brasileiro infelizmente é muito restrita, apesar de a combinação arroz e feijão ser cheia de nutrientes e correta, há várias maneiras de escapar do óbvio com ingredientes nem tão caros assim.

Tenho a sorte de trabalhar apenas na parte da tarde e isso me possibilita cozinhar todos os dias - e eu realmente o faço, porque gosto (e porque cozinho rápido). Raras são as vezes que almoço no Centro do RJ antes de ir para o trabalho. Além de a qualidade da comida não ser confiável, o preço das refeições é caríssimo. Quando preciso comer fora de casa, opto por restaurantes vegetarianos ou comida por quilo, pois consigo controlar a quantidade exata da comida.

Para quem deseja cozinhar em casa com mais frequência, deixo abaixo algumas dicas importantes que aprendi com o tempo:

- Se você vai seguir uma receita e não tem os ingredientes, compre apenas a quantidade pedida na receita, do contrário a comida que sobrar corre o sério risco de estragar;

- Se você tem muitos ingredientes em casa e não sabe o que fazer com eles, busque receitas neste site que funciona como uma ferramenta de compilação de várias receitas escritas por blogueiros de comida - sensacional;

- Se mesmo utilizando a ferramenta acima sobrarem ingredientes, congele-os! Existem alimentos que não devem/podem ser congelados, portanto pesquise antes. Neste post a Ceci ensina de maneira didática como ela congela vegetais. Adotei para a minha vida!

- Planeje suas refeições! Pode parecer trabalhoso, mas com o tempo você pega o jeito e simplesmente não vai mais conseguir viver sem fazer isso. Saber o que vai comer, o que utilizar para cozinhar e o tempo de preparo do prato vão auxiliar muito no seu dia-a-dia, além de economizar nas compras.

2 comentários:

  1. Jessica, muito obrigada por compartilhar meu post de congelamento. Adorei seu blog, virei visitar sempre!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada você pela gentileza de vir visitar o meu blog. Abraços!

      Excluir